Portugal ultrapassa a barreira dos 7.000 mortos devido ao Covid-19. Existem 3.241 feridos

A Federação Nacional de Aposentados, Aposentados e Idosos (Morby) criticou hoje o plano de vacinação COVID-19 do governo, argumentando que as pessoas com mais de 75 anos devem ter prioridade, independentemente de suas doenças anteriores.

A federação disse em um comunicado divulgado hoje que Morby está surpreso que as autoridades de saúde “não tenham colocado os idosos, que são um grupo vulnerável, independentemente de comorbidades, em cima da vacinação.”

Pela entidade, pessoas com mais de 75 anos devem formar um grupo prioritário e receber a vacina até o final de março próximo.

É inaceitável que este plano seja [do Ministério da Saúde] A vacinação desse grupo social se refere à segunda etapa, que protege apenas quem sofre de doenças graves ao mesmo tempo: aparelho respiratório, coração e rins ”, diz Morby, lembrando que a associação médica também não concordou com os critérios de prioridade para vacinação contra SARS-COV- 2

E acrescenta: “O Morby Union destaca o facto de o governo estar a atribuir a prioridade da vacinação a este grupo social em segundo plano, ao contrário das medidas tomadas no início da reclusão, que agravaram o isolamento dos idosos”.

Na sexta-feira, o Sindicato Médico defendeu a mudança nos padrões de vacinação, dizendo que o fator idade deve ser diferenciado, para facilitar a identificação dos grupos-alvo e permitir a redução da mortalidade, morbidade e pressão nos serviços.

Esta posição foi justificada pelo Médico-Chefe Miguel Guimarães pelo facto de “a taxa de mortalidade variar entre cerca de 0,3% na faixa dos 50 aos 59 anos a 13,6% na faixa dos 80 anos”.

Nesse sentido, profissionais e residentes de asilos, unidades de longa permanência e idosos acompanhados diretamente pelas famílias serão beneficiados com a vacina na primeira fase. Da mesma forma, no que diz respeito aos profissionais de saúde, defendemos que o fator idade e doenças associadas sejam levados em consideração na seleção inicial, independentemente da unidade de saúde, região do país ou setor em que desenvolvam sua atividade ”, afirmou em carta dirigida ao Ministério de Marta Temedo.

READ  O clássico entre FC Porto e Benfica no campeonato já tem data e hora específicas - Liga NOS

O plano regional de vacinação da Covid-19 identifica três fases, começando com os idosos e profissionais de saúde, públicos e privados, seguidos por pessoas com comorbidades e depois o resto da população.

Estima-se que 50 mil pessoas serão vacinadas na primeira fase; Outros 50 mil na segunda etapa e, por fim, 100 mil pessoas.

A campanha de vacinação começou domingo em Portugal, à semelhança de outros países da União Europeia.

A vacina é opcional, gratuita, universal e fornecida pelo SUS.

A pandemia Covid-19 matou pelo menos 1.827.565 pessoas, como resultado de mais de 83,9 milhões de casos em todo o mundo, de acordo com um relatório da Agence France-Presse.

Em Portugal, 7.045 pessoas morreram em 423.870 casos confirmados, de acordo com o último boletim da Direcção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo vírus corona, descoberto no final de dezembro de 2019 em Wuhan, na China central.

Written By
More from Arzu

Ative e use o modo escuro do Facebook em seu smartphone

O Modo Escuro, ou Modo Escuro, conquistou completamente os sistemas operacionais. Essa...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *