Natal com descontração e Ano Novo com “a maior contenção”

O governo facilitou as medidas para conter a epidemia de Covid-19 durante o Natal, mas impôs “contenção máxima” no ano novo, incluindo a proibição de movimento entre os municípios e um toque de recolher às 23h na véspera do ano novo.

As medidas governamentais esperadas no início do mês para o Natal não se alteraram, mas devido ao desenvolvimento da epidemia, o primeiro-ministro anunciou na semana passada que no novo ano seria necessária a adopção de “medidas de contenção máxima” em todo o território a partir de Portugal continental.

Ainda na semana passada, o executivo divulgou a nova Lista de Níveis de Risco, que divide os municípios entre moderado, alto, muito alto e extremo risco de infecção do covid-19 – que entrou em vigor às 00h00 com o novo estado de emergência.

De acordo com a lista atualizada de níveis de risco, 30 municípios estão sob alto risco de infecção, cinco estão abaixo do nível de 2 de dezembro e 79 municípios estão em risco muito alto, um a mais do que no início de dezembro.

O número de municípios considerados de alto risco manteve-se inalterado, 92, enquanto os de risco moderado passaram a ser 77, um aumento de quatro desde o início do mês.

Na Madeira e nos Açores, as mesmas regras não se aplicam a Portugal continental, mas os governos regionais também decidiram implementar medidas especiais durante o Natal e Ano Novo.

O novo estado de emergência entrou em vigor às 00h00 e continuará até às 23h59 do dia 07 de janeiro.

++++ Madeira ++++

Os restaurantes só funcionam até às 23h e os bares fecham até à meia-noite. Os clubes estão fechados.

Em 30 de dezembro, os restaurantes estão excepcionalmente autorizados a fechar às 00:00, e em 31 de dezembro, os restaurantes e bares estão excepcionalmente autorizados a fechar à 01:00 da manhã.

READ  Samsung. Processador Exynos confirmado com GPU AMD

– Nos mercados, festas de “noites de mercado” são proibidas, embora possam permanecer abertas em “dias de festa” durante o horário comercial normal.

As lojas de rua informais, ou seja, barracas e pavilhões de Natal, não podem vender bebidas alcoólicas e comida só pode ser vendida para ‘levar’.

Reuniões de mais de cinco pessoas não são permitidas.

– O Mercado de Natal abre na Placa Central na Avenida Arriaga e na Aldeia Etnográfica no Largo da Restauração até 10 de janeiro, entre as 10h00 e as 20h00, e termina a 25 de dezembro a 1 de janeiro. A venda de bebidas é proibida e a venda de produtos alimentares só é permitida em regime de “take away”.

As corridas de São Silvestre são proibidas em toda a Região Autónoma da Madeira.

– Parthos e Missa de Dyck devem cumprir as regras aplicáveis ​​para cerimônias religiosas, uma vez que “a mistura nas proximidades dos templos, antes ou depois das festividades, é expressamente proibida”.

– É proibida a abertura e realização de circos e parques de diversão em toda a Região Autónoma da Madeira.

É proibida a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas nas vias públicas, exceto em estandes devidamente licenciados.

Fechar os centros diurnos e sociais e comunitários até 2 de janeiro.

O teste duplo é obrigatório para estudantes madeirenses no estrangeiro e “residentes imigrantes”. Um segundo teste PCR para SARS-CoV-2 deve ser realizado entre o quinto e o sétimo dias após o primeiro. Entre os pousos e o segundo teste, o isolamento de proteção deve ser feito em casa.

Written By
More from Arzu

O governo admite que “há lacunas” no currículo do Procurador-Geral Europeu

Thiago Rodriguez Alves Hoje são 18h51 A carta foi entregue ao Conselho...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *