Espionando telefones celulares de dezenas de jornalistas e funcionários da Al-Jazeera no Catar

Uma investigação feita por especialistas canadenses revelou, hoje, segunda-feira, que as comunicações telefônicas de dezenas de funcionários da Al-Jazeera no Qatar foram interceptadas por meio de spyware sofisticado.

A operação, que afetou 36 pessoas, foi revelada em um relatório do Citizen Lab, um centro de pesquisa especializado em problemas de ataque a computadores da Universidade de Toronto.

“O impacto é claro e muito perigoso”, disse o investigador da Al-Jazeera, Tamer al-Mishaal, que foi um dos alvos do ataque.

A Al-Jazeera explicou que entrou em contato com o Citizen Lab em janeiro, após a suspeita do ataque, e que especialistas desse laboratório descobriram que os dados trocados nos telefones foram transferidos para outro servidor.

Analisamos os registros do celular da Al Jazeera. O relatório revela: “Nossa análise indica a presença de” spyware “com um número enorme de recursos.”

Esse tipo de malware pode interceptar o som do microfone, imagens, rastrear a localização de um dispositivo ou até mesmo acessar senhas e informações salvas.

Written By
More from Arzu

Tribunal da Pensilvânia dá a Trump uma pequena vitória

uma a decisão impacto Um número não especificado de votos, embora, de...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *