Ataque ineficaz não permite que a águia voe para a Bélgica

O Benfica saiu à frente do adversário, mas erros defensivos e ofensivos não permitiram comemorar a vitória. A equipe se recuperou de duas deficiências graças aos gols de Everton e Betzi.

Com um ataque muito ineficaz e uma defesa que mais uma vez foi prejudicada, o Benfica não pôde fazer melhor do que um empate (2-2) frente ao Standard Liege, na Bélgica, no duelo final da fase de grupos da competição. Os Reds já haviam se classificado, queriam uma chance de chegar ao primeiro lugar, mas o resultado, combinado com a vitória do Rangers sobre o Lech Poznan, acabou sancionando o segundo lugar. Sinônimo de que não serão classificados no sorteio das oitavas de final.

A equipa de Jorge Jesus esteve bem à frente do adversário, mas sem ovos não se fazem omeletes. Depois de perder três oportunidades para abrir o marcador nos primeiros minutos, o Benfica sofreu o primeiro golo da primeira oportunidade do adversário. No meio da zona larga, Ruskin venceu um show aéreo com a cabeça em uma cabeçada clara.

As muitas alterações no onze, com destaque para as entradas de João Ferrera, Gardel e Pedrinho, não afastaram o carácter ofensivo da equipa portuguesa, que, em desvantagem, acelerou ainda mais o jogo e rapidamente alcançou o empate. Depois do cruzamento de Tarabet, Everton empatou.

Embora mais relaxado, o Benfica voltou a cometer o mesmo erro: grande capacidade de chegar à grande zona belga, mas muita dificuldade em fazer bem o último passe ou rematar a tempo. Antes do intervalo, Darwin teve a oportunidade, mas foi complicado por sua preferência tentar encontrar uma linha de passagem.

No segundo tempo, o jogo continuou e Liège voltou a marcar contra a maré. Um chute de Tapsuba, que aproveitou um passe ruim de Tarabet, acertou Vertonghen na perna e traiu Hilton Light, mas, como aconteceu no primeiro tempo, as águias voltaram rapidamente à partida. Depois que Darwin acertou a trave, o novato Betzi marcou um pênalti de 2–2.

READ  [1-2] Belenenses SAD-Sporting: Break in Jamor

Com artilharia pesada em campo, dadas as substituições feitas por Jesus, Rafa, Betzi e depois Gabriel, deram à seleção portuguesa outra fragrância, mas o gol de Bodart permaneceu em silêncio. Nas rivalidades, Bizi não gostou de ver uma bola quicar na trave. O Benfica recuperou de duas deficiências, mas pouco se sabe sobre o empate.

Written By
More from Arzu

Fotos do que virá com o novo Xiaomi Mi 11 Pro

Há poucos dias, a Xiaomi apresentou seu novo smartphone. Após meses de...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *