Proximidade e permanência são alguns dos valores defendidos pela advogada. Proximidade e permanência são alguns dos valores defendidos pela advogada.

Um "símbolo de mudança"

Por João Araújo/Pedro Lopes / Política / terça, 19 dezembro 2017 15:30

Formada em Direito, advogada, Maria Helena Moreira fez Carregosa virar CDS-PP.

“O actual executivo da freguesia de Carregosa simboliza a mudança. O que é por si só uma grande responsabilidade”. Palavras de Maria Helena Moreira, recém-eleita presidente da junta de freguesia de Carregosa nas últimas autárquicas, que esteve à conversa com o CidadesOnline.

Eleita presidente da junta de freguesia de Carregosa pelo CDS-PP, Maria Helena Moreira explica que não concorreu com os centristas para defender os ideais do partido, mas para apresentar uma alternativa para a terra. “Nunca avançámos pelo instinto político”, diz. Ainda assim, a advogada revê-se nas tomadas de posição da presidente do CDS-PP, Assunção Cristas: “é uma pessoa que demonstra alguma força, coragem e convicção”.

Vitória do PS não foi surpresa

Maria Helena Moreira explica que a eleição do Partido Socialista para a presidência da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis não a apanhou de surpresa, ao mesmo tempo que sublinha que a mudança a nível concelhio é o que se esperava. “Não conheço bem Joaquim Jorge. Do pouco que conheço, ele é uma pessoa que está próximo das pessoas. As pessoas sentem-se acolhidas”, afirma.

Uma vila na moda

Salientando que Carregosa está muito limitada em termos de água e saneamento, a presidente esclarece que uma das suas prioridades é elevar Carregosa ao estatuto de uma vila na moda. “Uma vila que seja interessante por aquilo que oferece e pela capacidade que tem de chamar e de atrair as pessoas”, refere.

Segundo Maria Helena Moreira, Carregosa é uma freguesia com recursos interessantes, que importa potenciar.

Carências ao nível industrial

“O problema das nossas obras, em termos de rede viária, é que estas são feitas muito à pressa. Não são pensadas. E para serem pensadas deveria haver coordenação com as juntas. Estas deviam ser ouvidas, assim como os próprios fregueses”, aponta.

Ao nível da zona industrial, Carregosa tem várias indústrias de renome, garante a advogada, que prefere falar num pólo industrial do Nordeste. Contudo, segundo esta, a avenida que há tem pouco de avenida e em termos de infraestruturas há pouco ou nada. “Cada uma das indústrias tem feito aquilo que é necessário, mas acabam por ter outras ofertas fora”, refere. De acordo com a autarca, este é um problema que já chegou à Câmara Municipal e em relação ao qual o município já demonstrou “grande sensibilidade e iniciativa”.

Cuidar dos mais idosos

Segundo a presidente, há em Carregosa uma vontade muito grande de ter um centro de dia, sendo que o ideal seria a implementação de um lar de idosos. “Temos dado alguma atenção, através da comissão de assistência e de alguns grupos de apoio aos idosos, à realização de encontros, ginástica e festas”.

Associações devem ser auto-suficientes

Para a autarca, as associações da freguesia não podem depender inteiramente do apoio da freguesia. “A colaboração que podemos dar traduz-se em espaços, nos meios que temos. Em termos de patrocínios e de investimentos, as associações têm de arranjar maneira de subsistir”. Maria Helena Moreira vinca contudo que há associações que, pelas funções de cariz social que exercem, implicam maior atenção.

“Em termos de projectos, a nossa ideia radica no aproveitamento dos recursos que a freguesia tem. Em explorá-los ao máximo”, afirma a autarca.

Uma freguesia “sustentável”

“Não preciso de mais autonomia, preciso de mais capacidade monetária”, explica a presidente, que revela que os carregosenses podem esperar dela proximidade, permanência, seriedade e correcção.

A sua ideia é criar uma freguesia sustentável. “Não andar atrás de ‘caridadezinhas’. Não se trata de gerar riqueza. A riqueza de uma freguesia é a qualidade de vida dos fregueses”.

 

“Independentemente da fé de cada um, o Natal é um momento especial, de renovação e de luz. Desejo a todos festas felizes, cheias de tudo o que faz desta época a mais especial do ano: a família, o espírito de paz e a fraternidade”, afirma.  

Deixe um comentário

Aveiro

Ensolarado
32°C
E a 17.70 km/h /32%
Segunda
17°C / 32°C
Terça
15°C / 32°C
Quarta
16°C / 28°C
publicidade
  • Popular
  • Comentários

Please publish modules in offcanvas position.