Paulo Domingues, na foto com João Araújo, é membro da direcção do CTA Paulo Domingues, na foto com João Araújo, é membro da direcção do CTA Miguel Almeida

A modalidade que é "um parente pobre do desporto”

Por João Araújo/ Pedro Lopes / Outras Modalidades / sexta, 29 setembro 2017 10:08

Paulo Domingues, pai de João Domingues, fala sobre o filho, o ténis em Portugal e o Open Azeméis em entrevista ao Cidades Online.

“Acho que é bom o João [Domingues] não estar neste torneio, porque isso significa que ele pode competir a outro nível” são as palavras de Paulo Domingues, pai de João Domingues e membro da direcção do Clube de Ténis de Azeméis (CTA), sobre a ausência do campeão oliveirense no torneio internacional Open Azeméis, que decorre até amanhã no CTA.

“É óbvio que eu, e penso que toda a gente do clube, gostaria de ver o João [Domingues] jogar e demonstrar a evolução que tem tido. Mas penso que devemos estar contentes por ele não estar cá, porque significa que está a seguir o seu percurso”, refere o membro da direcção do CTA, que garante que o nível médio dos atletas desta edição do Open Azeméis é, de uma forma geral, superior ao nível dos atletas de outras edições. A qualidade do ténis praticado no torneio é, desta forma, o centro das preocupações da direcção.

Paulo Domingues, que considera João Domingues o jogador do CTA que mais elevada projecção conseguiu até hoje, conta que foi exactamente no CTA que o campeão começou a jogar e onde treinou durante muitos anos. “Ele nasceu aqui, está ligado umbilicalmente à cidade e à família e portanto é aqui que ele volta sempre que pode”, afirma. O pai de João Domingues explica que aquilo que fez foi dar ao filho as condições possíveis para ele ter a capacidade de exercer uma escolha quando chegasse à universidade. “Neste momento ele optou pelo ténis e eu só tenho de lhe dar apoio como pai”. 

Ser tenista profissional é muito difícil, aponta Paulo Domingues. Segundo este, o ténis é um desporto com muitas particularidades e características específicas que o tornam aliciante, mas que também o tornam um dos desportos mais complicados de se praticar. 

“Para além disso, trata-se de uma modalidade que não é muito apoiada ou que não é apoiada, no contexto da qual é preciso fazer muitos sacrifícios em termos físicos e psicológicos”, refere. No ténis é preciso ter uma equipa relativamente extensa por detrás do jogador, que dê apoio à sua progressão na modalidade e que vai desde o preparador físico e do preparador técnico até ao nutricionista. 

“Há aqui muitas componentes juntas que tornam este percurso muito difícil. Cá em Portugal, é preciso gostar muito de ténis”. 

 

João Domingues deu luta mas foi eliminado em Roma

O tenista oliveirense João Domingues foi eliminado na passada Segunda-Feira na primeira ronda do 'challenger' de Roma, tendo perdido com o espanhol Tommy Robredo.

João Domingues chegou a manter o resultado de 4-1 no terceiro set e ainda dispôs de quatro match points. Viria contudo a ser derrotado pelos parciais de 5-7, 6-3 e 6-7 (4-7), ao fim de duas horas e 26 minutos.

 

Deixe um comentário

Aveiro

Nublado
12°C
NW a 11.27 km/h /99%
Sábado
2°C / 12°C
Domingo
1°C / 12°C
Segunda
2°C / 13°C
pub
Pneus Corujo
  • Popular
  • Comentários

Please publish modules in offcanvas position.