Béla Tarr em Espinho para workshop de realização

Béla Tarr em Espinho para workshop de realização

Por Redação / Espinho / segunda, 20 novembro 2017 09:20

O realizador húngaro Béla Tarr está de regresso a Espinho, entre os próximos dias 26 de Fevereiro e 11 de Março, para ministrar um workshop de duas semanas sobre realização de filmes.  A acção de formação é levada a cabo pela FEST - Associação Cultural, entidade responsável pelo FEST - Festival Novos Realizadores | Novo Cinema realizado na mesma cidade, cuja próxima edição será entre os dias 18 e 25 de Junho de 2018.

Com acesso limitado e exclusivo, o workshop permitirá que os inscritos desenvolvam competências ao nível do desenvolvimento de guiões. Ao longo deste tempo, os inscritos desenvolverão uma curta-metragem, acompanhados pelos conhecimento e experiência do histórico realizador. Não respondendo a uma lógica formativa de certo e errado, este workshop será orientado pela visão única de Béla Tarr que, ao longo das duas semanas, partilhará a sua história pessoal e visão plástica e artística.

Béla Tarr (Pécs, 21 de Julho 1955) é um realizador húngaro, amplamente considerado um dos mais influentes autores de cinema dos últimos 30 anos.

O cineasta começou a produzir cinema amador aos 16 anos, altura em que os trabalhos realizados cativaram a atenção do Bela Balazs Studios (organização cujo nome homenageia o famoso teórico de cinema), que ajudou a financiar a primeira Longa-Metragem de Béla Tarr "Family Nest” em 1979. Os filmes "The Outsider” (1981) e "The Prefab People” (1982) permitiram que Béla Tarr desenvolvesse um estilo específico que viria a ser virado do avesso no ano seguinte, 1982, altura em que realizou uma adaptação de Macbeth para televisão. A nova visão do cineasta húngaro mudou dramaticamente, com apenas dois planos diferentes: o primeiro (ainda antes dos créditos iniciais) prolongava-se durante cerca de 5 minutos, enquanto que o segundo tinha uma duração total de 67 minutos. Após "Almanac of Fall” (1984), Béla Tarr (que tinha escrito os seus primeiros quatro guiões sozinho) começou a colaborar com o romancista húngaro Krasznahorkai em "Damnation” (1987).

A adaptação do romance épico de Krasznahorkai, "Satantango” demorou mais de 7 anos a produzir. O filme, de 414 minutos de duração, foi finalmente lançado em 1994, angariando imediatamente louvores de todos os cantos do planeta. A sua obra prima de 7 horas e meia ganhou o prémio Caligari no Festival Internacional de Berlim, o prémio L’age d’Or, e o National Society of Film Critics Award para cinema experimental nos Estados Unidos da América. "The Man from London” (2007) foi nomeado para a Palma de Ouro em Cannes, enquanto que "Wreckmeister Harmonies” (2000) foi nomeado para o Chicago Film Critics Association Award e venceu dois prémios na cerimónia da associação de críticos húngaros. O seu ultimo filme, "The Turin Horse” venceu o Urso de Ouro e o premio Fipresci em Berlim e Palm Springs.

Em janeiro de 2011, Béla Tarr juntou-se à administração da recentemente formada fundação cinematográfica e ONG de direitos humanos Cine Foundation International e em Setembro do ano seguinte, recebeu o prémio carreira no BIAFF.

Deixe um comentário

Aveiro

Ensolarado
21°C
NNW a 28.97 km/h /75%
Quinta
14°C / 19°C
Sexta
14°C / 22°C
Sábado
14°C / 23°C
pub
Carla Coutinho

Please publish modules in offcanvas position.