Deputados do PS questionam Ministro sobre balcões da CGD a encerrar no Distrito de Aveiro

Deputados do PS questionam Ministro sobre balcões da CGD a encerrar no Distrito de Aveiro

Por Redação / Aveiro / quarta, 27 junho 2018 15:07

Deputados do PS questionam Ministro sobre balcões da CGD a encerrar no Distrito de Aveiro.

Os Deputados do Partido Socialista, eleitos pelo círculo eleitoral de Aveiro, Filipe Neto Brandão, Rosa Maria Albernaz, Porfírio Silva e Carla Tavares, questionaram o Ministro das Finanças sobre o encerramento de balcões da Caixa Geral de Depósitos no Distrito de Aveiro.


Os Deputados assinalam que a opção de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, mantendo-a com capitais 100% públicos, tomada nesta legislatura revelou-se essencial para a segurança das poupanças dos portugueses, a estabilização do sistema financeiro e a criação de bmelhores condições de financiamento da economia portuguesa.

Sublinham ainda que ficou também claro que tal recapitalização, para assegurar a subsistência do banco, se tornou inevitável em resultado da subcapitalização, ocorrida na legislatura anterior, que comprometeu os resultados da CGD, como resultou, aliás, dos esclarecimentos prestados esta legislatura ao Parlamento pelo então vice-presidente da CGD, situação que, nas palavras do próprio, o levou a pedir a demissão em 2012.


Lembram que é também sabido que a autorização da operação de recapitalização concedida pela UE e DGComp, essencial para a sua realização, foi dada com a condição de a mesma decorrer em estritas "condições de mercado", sendo uma dessas imposições a revisão da rede de balcões com o encerramento de várias dezenas.

Recentemente, a comunicação social noticiou a intenção da CGD de encerrar várias dezenas de balcões em vários pontos do país. Entre aqueles, chega aos Deputados a notícia de quatro encerramentos de agências no distrito de Aveiro, a saber, em Avanca, no concelho denEstarreja; Rio Meão, concelho de Santa Maria da Feira; Nogueira do Cravo, concelho de Oliveira de Azeméis; e Aveiro.


Os Deputados dão nota de que se queixam as populações e autarcas de não terem sido ouvidos em tais processos, sendo-lhes desconhecidas as razões pelas quais serão esses, e não outros, os balcões a encerrar.


Se os objetivos subjacentes à decisão de recapitalização da CGD traduzidos na estabilidade do sistema financeiro português foram certamente alcançados, não será menos verdade que as populações esperam de um banco detido por capitais integralmente públicos uma postura de diálogo e esclarecimento que, manifestamente, tem faltado, defendem os Deputados do PS.


Os anunciados encerramentos, a confirmarem-se, constituirão, objetivamente, nuns casos mais do que noutros, uma retirada da Caixa Geral de Depósitos de territórios onde a sua presença e o acesso aos serviços bancários que o banco público disponibilizava eram encarados como alavanca de desenvolvimento local.


Nesse sentido, os Deputados socialistas questionaram o Ministro das Finanças sobre se o Governo tem conhecimento e confirma a intenção da CGD vir a encerrar balcões no distrito de Aveiro, nomeadamente em Avanca, Rio Meão, Nogueira do Cravo e Aveiro, e se podem tais encerramentos deixar de ocorrer sem que a CGD deixe de cumprir as condições estipuladas para a sua  recapitalização e/ou o compromisso por si assumido.


Os Deputados interpelam ainda o Ministro no sentido de saber se a confirmarem-se tais encerramentos, que procedimentos se preveem para minorar o seu impacto junto das populações e dos atuais clientes do banco.

Deixe um comentário

Aveiro

Muito Nublado
13°C
NW a 19.31 km/h /78%
Quinta
9°C / 15°C
Sexta
8°C / 15°C
Sábado
8°C / 17°C

Please publish modules in offcanvas position.